sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Sucessão dos dias

Na vida pessoas surgem e desaparecem, outras surpreendem com decepções e outras surpreendem com a gentileza. Uma jornada confusa, cheia de armadilhas, com dias de sorrisos e outros de lágrimas, momentos de dores e outros de conforto. Que nós levam a um destino único, igualmente compartilhado por todos; a evidente passagem à “Verdadeira Verdade”, com um destino final, a morte! O meu maior aprendizado tem sido sobre o ser humano e a capacidade que ele tem de modificar rumos de outros. Os seres que atravessam nossos caminhos são vários, donos de mundos secretos a se desvelar, personalidades espantosas que me assusta. A jornada é assim, deixa marcas, conta histórias e nos dá lições. Quando muito renunciamos os seus ensinamentos, o Ser Divino não acalenta nossas cabeças, faz a dor física ou espiritual escrever em nossas almas, as mensagens necessárias. Da dor não há fugas e nem dissimulações, sorrisos falsos e nem mentiras tolas. A dor tem que ser vivida até seu último suspiro, a fim de ser acabada, consumida, assim deixando apenas aprendizado como cicatriz e não faísca pronta a incandescer. Os caminhos são longos, as trilhas perigosas e emocionantes. É preciso deixar a vida nos alagar com suas dores, pois ela mesma vai se encarregar de limpar as cicatrizes. E quanto mais nos acharmos injustiçados e menos esperarmos, a vida vai fazer o inusitado. E é nesse momento que pessoas anjos cruzarão nossos caminhos para andar junto conosco por um aceitável tempo, despertando mais uma vez sorrisos, o prazer e a alegria.
(Jhennifer Cavassola)

14 comentários:

Bonequinha de Luxo disse...

Que lindo texto...foi como um bálsamo pra mim nesta sexta.."É preciso deixar a vida nos alagar com suas dores, pois ela mesma vai se encarregar de limpar as cicatrizes."(vou acreditar!!ah,se vou)

hoje é meu aniversário..vai lá me dar um abraço!
bjs

Sra. Se Mata disse...

Oi Jhennifer,

Então... Eu e os outros colaboradores do Se Mata estavamos conversando sobre os parceiros, e eles acham que estamos com parceiros demais...

Eu já ia te avisar hoje de manhã que tiramos seu banner ontem a tarde...

E vc nem tem parceiros de link, né? Pq seria uma alternativa... =/

Sra. Se Mata disse...

Ah!

Estão sugindo muitos parceiros após a nossa migração para dominio próprio, e infelizmente não temos condições de manter todos no site, pois isso inviabiliza as parceiras. Por esse motivo, estamos revendo os nossos parceiros e mantendo apenas banners de blogs com temas relacionados (humor), ou de blogs que acompanham nosso trabalho desde o início.

Retiramos seu banner, mas você está na sessão de links interessantes, onde há maior variedade de tipos de blogs.

Esperamos que compreenda, entenderamos se você também quiser retirar nosso banner.

Ana Karenina disse...

quanto as pessoas que vem e vão a saudade é limitada porque "não se sente falta do que nunca se teve"
isso é comum as pessoas estão tão acostumadas a ver a morte, acostumadas a saber que um dia ela virá mas não aceitam, preferem acreditar na injustiça divina: "que injustiça deus levou fulano(a) que era tão boa pessoa"
eu sinto, me emociono e sofro com as perdas, pois eu sou humana, a diferença é que eu não passo muito tempo lamentando, eu não quero chorar em publico e ficar sempre triste na frente de todos para que os outros acreditem que minha dor pela perda é sincera.
neste aspecto me sinto mesmo uma "mulher diferente" eu não gosto de sofrer muito tempo com a perda, eu me recuso a culpar o destino, a deus ou quem for pelo fato de eu perder alguem de alguma forma.
esse jeito de ser não é entendido pela sociedade, as pessoas esperam mesmo que vc sofra demais com a perda caso contrário vc é rotulado como frio, insensivel, calculista, monstro...
pois a sociedade quer ver vc chorar pra saber que esta doendo muito em vc, eu considero isso um pessimo sentimento esse de desejar que as pessoas sofram.
eu sinto muitas dores na vida, dores mais emocionais do que fisicas, pois me sinto saudavel, porém eu procuro dissipá-las entendendo melhor elas e superando e não sofrendo ou "curtindo" elas a minha vida inteira.
a vida é curta e perde-se muito tempo gastando com a "curtição" de dores que deveriam ser passageiras.
ops a prolixa ja deu o ar da graça(risos)

LiLi disse...

amiguinha, te linkei lá no meu blog ta?
beijinhos!

Sra. Se Mata disse...

Poxa, Jhennifer, que legal que vc vai manter o banner e que vc curte o Se Mata!

E que ótimo que vc compreende =)

Alcione Torres disse...

Valeu por falar do que lhe incomoda! rsrs
Eu já tive problema com spam. Por isso coloquei as letrinhas. Mas vou tirar por um tempo e ver o que acontece. Só porque vc pediu!
Bjão!

Lenon Mendes disse...

seus textos são muito legais
vc está de parabéns
abraço

Lenon Mendes disse...

não esquenta não
quem vive essa vida de blogueiro está sujeito a isso! kkkk

Hugo disse...

Meo deos =D
Que legal mesmo encontrar uma blogueira aqui do MT... Caramba e ainda por cima que vai vir morarem Lrv... rsrs
Na boa, não conheço muitos blogueiros por aqui.. rsrs
Teve capital aqui e em cuiabá.. como um bom fã,. fui nos 2.. hehehe
Então, seja bem vinda a Lucas =D

Precisando, sabe onde encontrar... Oq tuh vai fazer aqui? (desculpa a curiosidade.. rsrs)

Bjão

www.blogdohugo.com

Dani Fontana disse...

Que show esse texto!! Adorei!!

Então, não aconteceu nd em especifico, só queria desabafar msm sabe??! Como vc msm disse, a tal da descarga!! rs

Bjooo
Ahh vou te linkarr siiiimmm!
;)

Leo Nardo disse...

Olá,

Aceito a parceria com vc sim...

seu banner já ta lá no blog:

http://parada-ob.blogspot.com/

Depois coloca o meu aqui no seu em!!!

T+

Stella Barbosa :) disse...

amei o texto!
obrigada pela visita lá!
beijos mulher diferente *-*

Paulo disse...

Só porque vc colocou o banner do Eu Podia Tá Kibando em cima, eu vou colocar o seu tb mais pra cima.

Seu blog tá fazeno sucesso, hein?

Bjuss